n. 4 (2009)

A Revista de Direito dos Monitores da Universidade Federal Fluminense chega à sua quarta edição, consolidando sua trajetória acadêmica e, mais uma vez, indo além das expectativas. Persistiu com a constante preocupação em aprimorar alguns de seus próprios aspectos, como, por exemplo, em ampliar o diálogo acadêmico interno à Faculdade ou com novos interlocutores, bem como a de publicar e fomentar o desenvolvimento de novos projetos. O primeiro aspecto aprimorado diz respeito à divulgação e contato com os professores, cuja lista de contatos foi ampliada consideravelmente. Quase a totalidade dos professores da Casa receberam e-mails na tentativa de estreitar os laços entre a RDM-UFF, de modo que eles pudessem, ao menos, divulgar aos alunos que a Revista estava com editais abertos para receber novos trabalhos e também para selecionar novos membros. Pela mesma razão, cada sala de aula recebeu uma visita do Conselho Editorial para dar publicidade máxima às atividades da RDM-UFF. O segundo aprimoramento atinge a Seção do Laboratório de Jurisprudência. De um Laboratório desprovido de uma forma pré-definida, chega-se a um modelo com maior identidade própria. Espera-se daqui por diante que os comentários de casos obedeçam a modelos semelhantes ao adotado nessa edição: (i) transcrição da ementa ou trecho da decisão relevante, (ii) exposição dos principais aspectos do caso e (iii) comentário crítico ao conteúdo do caso selecionado. O Conselho editorial da RDM-UFF incentivou, ainda, o diálogo acadêmico entre Sandro Dias Silvestre, que enviou um artigo sobre comunidades quilombolas, com o grupo de pesquisa sobre o mesmo tema, coordenado pelo professor Ronaldo Lobão. Se, por um lado, a dedicação do professor e antropólogo em revisar e orientar na melhoria do texto certamente contribuiu para aprimorar o texto do jovem acadêmico; por outro, a apresentação e publicação do mesmo dará mais visibilidade e renovará os ânimos para os debates que o grupo de pesquisa já vem travando com a participação ativa dos alunos da UFF. Com isso, a iv Revista acredita estar cumprindo mais do que o papel de simplesmente divulgar o conhecimento já pronto, o de fomentar a construção compartilhada do saber. Por fim, destaque-se que, nesse novo estágio, a Revista se tornou mais plural e menos provinciana. Dentre os primeiros trabalhos de fora da Faculdade de Direito da UFF, é com grande satisfação e alegria que publicamos o artigo de qualidade excepcional, enviado por Marisa Choeypant. A jovem estudante tem se destacado entre as alunas e alunos da Faculdade de Direito da UERJ – Universidade do Estado do Rio de Janeiro – pelo talento e empenho seja na vida acadêmica, seja na função que exerceu durante um tempo considerável de estagiária da professora Carmen Tiburcio, diga-se de passagem, uma das principais especialistas em arbitragem do Brasil da nova geração.
CONSELHO EDITORIAL DA REVISTA DE DIREITO DOS MONITORES DA UFF

Sumário

Seção de Direito Público

Sandro Dias Silvestre
PDF

Seção de Direito Privado

Marisa Choeypant
PDF

Seção de Direito Processual

José Maurício Helayel Ismael
PDF

Seção Laboratório de Jurisprudência

Siddharta Legale Ferreira
PDF
André Luiz Torres Yanes Rocha Braga
PDF

Seção de Pesquisas, Resenhas e Demais Atividades Acadêmicas

Viviane Filgueiras Rojas
PDF